Meu envolvimento com o chá como um negócio remonta mais de vinte anos e no mês passado a empresa Amigos do chá completou seu 10º aniversário em importação de chás para o Brasil.

Particularmente, meu interesse pelo chá vai mais adiante e tudo começou na Holanda. Tanto agora e anos atrás, o negócio e o interesse pelo produto são conduzidos pela mesma força: pessoas. Isso pode parecer trivial, mas acho que está na raiz da razão pela qual tantas pessoas amam o chá, como surgiram suas culturas e rituais de hospitalidade, e a surpreendente- e crescente- variedade de comunidades on-line, que compartilham discussões com frequência e intensidade.

Sendo uma pequena empresa numa indústria global, sou questionada e pergunto a mim mesma sobre o meu modelo comercial, a base de produtos aos consumidores e outras abstrações importantes. Qual é o meu negócio?

Aqui está a minha resposta para definir o que eu quero alcançar com Amigos do Chá para os meus clientes e parceiros:

O chá não é o meu negócio: o negócio é o chá, e o núcleo disso tudo são os Amigos.

O que torna o chá tão especial é a sua extensão de interesses e impactos: social, histórico, medicinal, estilo de vida, artes e artesanato, agricultura, política (incluindo guerras), literatura, comércio, eco agricultura e logicamente os prazeres de explorar novos chás. O chá reúne muitas pessoas interessantes e que naturalmente tendem a compartilhá-lo.

Experimentei pela primeira vez a hospitalidade inerente do chá na Holanda. Lembro-me ainda hoje da recepção calorosa, tão natural para os holandeses. Sendo logo recebida com “Wil je een kop thee? "Você gostaria de uma xícara de chá?" .O mesmo acontece nas casas inglesas, nas horas de intervalo de trabalho, nas casas de chá marroquino, encontros nos clubes de livros dos EUA e grupos comunitários e famílias rurais russas....

O chá é para compartilhar, acolher, relaxar. Mesmo com os rituais da cerimônia de chá japonesa, o formal chá inglês ou a preparação chinesa gong fu, as pessoas são o centro de tudo.

O chá para mim, não é apenas um produto embalado para ser encomendado e entregue. Se visualizarmos bem esta grande e complexa rede global de produção, transformação, exportação, importação, embalagem, varejo e muitos outros, verificaremos que é liderada por entusiastas que procuram transmitir seus conhecimentos, muitas vezes escritores, que regularmente se unem- com o chá.

Há 30 anos atrás, eu não sabia nada sobre o chá ou o que eu bebia por aqui era apenas infusão de ervas. Somente através de meu marido, holandês nato, é que conheci um English Breakfast ou um Earl Grey. Minha escola, foi esta hospitalidade holandesa. Fui sendo atingida ainda mais com os maravilhosos “mélanges” (misturas) de ervas, flores, especiarias e frutas que os “blenders” alemães tanto sabem harmonizar. Foi aí que decidi configurar o meu negócio importando essas inovações para o Brasil e que na década de 1990, raramente eram vistas.

Eu precisava de um guia e colaborador e encontrei Jaap de Groot, meu primeiro fornecedor holandês e que foi sempre meu grande motivador, mentor, professor e amigo. Eu dedico meu site à memória de Jaap. Ele ajudou a expandir esta colaboração resultando numa parceria sólida e duradoura com um dos maiores fornecedores da Alemanha.

Eu não poderia ter construído isso sozinha, sem um “Fornecedor” que tornasse vivo este relacionamento com meus clientes.

Embora ainda pequeno, vejo que o mercado de chá no Brasil está se expandindo dia a dia. Grande parte de nossa clientela está construindo ambientes educativos, com a interação como parte integrante da experiência do chá e a Amigos do Chá está adquirindo colaboradores em diferentes áreas, alguns estudiosos, especialistas da indústria, escritores e artistas. O vínculo compartilhado é a paixão pelo chá. O desafio para Amigos do chá é transmitir este sinal de boas-vindas.

Nós queremos expandir o chá desde às suas informações até suas histórias, recomendações e discussões. Queremos ampliar nosso horizonte e nossa conexão agora é o Mundo dos Chás.

O Mundo dos Chás é um rico recurso de breves artigos escritos por Peter Keen, que pode ser acessado em outras línguas.

Por que resolvemos fazer isso? Uma paixão compartilhada pelo chá levou a uma entusiasmada colaboração e uma valiosa amizade.

Aos 66 anos de idade, não posso dizer que sou uma conhecedora profunda, sou ainda um aprendiz e me vejo a cada minuto com um leque de informações à minha frente. A planta do chá é tão carregada de cultura, história e até espiritualidade que nunca perde sua vastidão com tanta variedade, delicadeza, profundidade e sabedoria. Eu sou uma amante do chá sempre procurando novas experiências para mim, meus amigos, meus clientes e minha comunidade. Amo sentir a crocância das folhas clicando nos meus ouvidos, respeito as incríveis habilidades do artesão que colheu o chá do arbusto e cuidou para sua excelente finalização. Posso ficar entregue nos meus sentidos aos inúmeros aromas, ora intensos, ora complexos ou suaves envolvendo o paladar e observar as cores brilhantes formando-se à minha vista. 

Posso dizer que o chá é um orgulho para meus negócios e um amor feliz e duradouro. Estou completamente conectada à Camellia e ao Mundo dos Chás.

 

Elizeth van der Vorst

Consultora de Negócios do Chá

Especialista em Chás             

 

 

 

Sobre o amigos do chá

O chá é um deleite para os sentidos e sempre foi celebrado como um tesouro cultural e uma arte, portanto nosso objetivo e contribuição é levar até nosso cliente este conforto, relaxamento, prazer e contemplação, oferecendo chás importados de uma das mais conceituadas fabricantes da Alemanha, com mais de 135 anos de experiência neste mercado.

Atendimento

email: atendimento@amigosdocha.com.br

 Ligue : (13) 3304-2526

Importadora de chás.

Distribuimos para todo o Brasil

©2017 Amigos do Chá. Todos os Direitos Reservados. Desenvolvimento MKTinfo

Search